Docentes universitários de todo o país escolhem, de 3 a 6 de novembro, a nova diretoria do ANDES-SN (biênio 2020-2022). A votação vai ocorrer de 9 às 21 horas e, por conta da pandemia de Covid-19, será telepresencial por meio de salas virtuais que serão criadas para receber o voto dos professores.

Na UFPA, mais de 1300 docentes estão aptos a votar. Podem participar da votação, os professores que se sindicalizaram até 3 de agosto deste ano. Para votar, os docentes precisarão acessar a página das eleições do ANDES-SN, cujo link será amplamente divulgado pela ADUFPA.

O acesso será via CPF e o sindicalizado será direcionado para uma sala virtual, que terá a presença de dois mesários e um fiscal de cada chapa. Ao acessar a sala, o docente irá se identificar através da câmera e microfone do celular, notebook ou computador e apresentar um documento de identificação oficial com foto. O mesário irá confirmar os dados e o email ou o número do celular do professor, para onde será encaminhado um link para votação.

Após o envio do link, o docente terá 10 minutos para acessar o sistema de votação e registrar seu voto. Ao concluir o processo, será enviado um comprovante de votação. Caso tenha alguma dificuldade para registrar o voto nesse período de 10 minutos, o sindicalizado poderá acessar novamente a mesa virtual e solicitar um novo link. Isso pode ser feito no mesmo dia, ou em outro, desde que durante os dias de eleição.

Ao votar, o professor terá seu CPF, email ou número de celular bloqueado, para que não possa acessar novamente as mesas virtuais de votação, garantindo, assim, a lisura do processo eleitoral.

Os votos serão computados no dia 6 de novembro, a partir das 22 horas. O resultado preliminar será divulgado assim que a apuração for concluída e as chapas poderão apresentar recursos até 24 horas após a divulgação do resultado. O resultado final será divulgado no dia 10 de novembro e a posse da nova diretoria ocorrerá em dezembro no 10º CONAD extraordinário, em data ainda a ser definida.

A eleição para a nova diretoria do ANDES-SN ocorreria em maio deste ano, mas por conta da pandemia de Covid-19, foi suspensa e, após discussões e análises durante o 9º CONAD extraordinário realizado em setembro, foi convocada para 3 a 6 de novembro de forma telepresencial.

Segundo a presidente da Comissão Eleitoral Central (CEC), Raquel Dias, a expectativa é que os docentes tenham uma grande participação na eleição e fortaleçam o ANDES-SN como legítimo representante dos professores das Instituições de Ensino Superior. "Esperamos uma grande participação para que a gente saia desse processo eleitoral com um sindicato cada vez mais fortalecido, para continuar na luta em defesa da Educação pública, gratuita, de qualidade e socialmente referenciada, para fazer a defesa do ensino presencial como a única modalidade de educação. Queremos ser uma entidade representativa de toda a categoria e de toda a classe trabalhadora, independente da chapa que venha a ganhar o pleito", afirma Raquel.

Disputa – Este ano, duas chapas estão na disputa. A Chapa 1 – Unidade pra Lutar é encabeçada pela professora Rivânia Moura, da UERN, e conta com a presença da docente da UFPA Jennifer Santos na diretoria nacional. Para a Regional Norte II, concorrem as professoras da UFPA Joselene Mota e Andrea Matos.

A Chapa 2 – Renova Andes tem à frente a docente Celi Taffarel, da UFBA, e conta com a participação do professor da UFPA Pere Petit na diretoria nacional. Na Regional Norte II, estão concorrendo as docentes da UFPA Eunice Léa de Moraes e Zuleide Ximenes.